Patrocinio / MG - terça-feira, 26 de setembro de 2017

Doenças da Tireóide

Doenças da Tireoide e o auto exame da glândula

 

 
 

 

            Tireóide é uma glândula em forma de borboleta localizada logo abaixo do pomo de Adão, o popular gogó. Apesar de ser bem pequena, ela produz hormônios T3 e T4 que são responsáveis pelo funcionamento adequado de vários órgãos como coração, rins, ovário, cérebro e outros. Assim é importantíssimo cuidar bem dessa glândula e pelo menos uma vez ao ano fazer exames que possam detectar alguma alteração precoce e instituir tratamento adequado.

Uma pergunta freqüente é: quais os sintomas dos problemas da tireóide e quando devo procurar um médico? Os sintomas variam dependendo do tipo de problema que a tireóide apresentar. Se a glândula produzir excesso de hormônio (hipertiroidismo) o paciente vai apresentar palpitações, sudorese profusa, agitação, ansiedade, tremores de extremidades, insônia, aumento do números de evacuações, febre, intolerância ao calor, perda de peso, fraqueza e cansaço excessivo. Se a glândula apresentar redução na produção hormonal (hipotiroidismo) o paciente vai apresentar cansaço, desânimo, sonolência excessiva, constipação intestinal, intolerância ao frio, memória ruim, lentidão nos movimentos, retenção de líquido (edema) e ganho de peso. Os dois distúrbios podem causa problemas sexuais de perda de libido e impotência.

            Os exames da tireóide consistem basicamente em dosar no sangue os hormônios T4 livre e TSH, além de realizar ultrassom da região cervical (pescoço).

 

            Existe ainda o auto exame da tireóide que pode ser realizado por qualquer pessoa e pode detectar problemas como existência de nódulos de tireóide. Segundo as pesquisas a maioria das pessoas não conhece o auto exame da tireóide e 40,8% dos internautas afirmam nunca ter realizado esse exame mesmo tendo o conhecimento a respeito do mesmo.

 

Nódulos de tireóide são caroços que aparecem na glândula sendo mais comum em mulheres e idosos. Podem ser únicos ou múltiplos e estão presentes em 5 a 10% da população adulta. Podem causar incômodos para engolir, tosse, desconforto respiratório e também levar o paciente a engasgar mais facilmente.  Apenas 5% dos nódulos são câncer de tireóide, mas se detectados precocemente são de fácil manejo e tratamento evitando o sofrimento ao paciente.


Deve-se fazer o auto exame da tireóide com freqüência e para isso basta um espelho e um copo com água: Segure o espelho olhando abaixo do pomo de adão onde sua tireóide está localizada. Beba um gole d’água e observe se existe alguma saliência ou elevação nessa região. Repita várias vezes se necessário. Palpe essa região do pescoço e se notar algum caroço ou alteração procure um endocrinologista. O tratamento das patologias tiroideanas é fácil e simples, mas é preciso um diagnóstico precoce para evitar as complicações.

 

 

 

 

 

Site relacionado:

http://www.tireoide.org.br/

DIA 25 DE MAIO - COMEMORA-SE O DIA INTERNACIONAL DA TIREOIDE.